Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Católico

"Eu sou o caminho, a verdade e a vida" Jo 14,6

Para mim 60 é lucro...

03.02.21 | Fátima Pinheiro

119184208_3453963961321673_9191304466663727595_o.j

Quando a maior parte das pessoas entrou em confinamento, eu desconfinei: saltei de Campolide para o Alentejo. O que vale ter bons amigos! Em vez de viver estes dias  fechada  em casa, estou em pleno monte alentejano, gozando tudo o que é de bom: a boa companhia, a boa natureza, caminhadas, descanso, trabalho ao ar livre ou à lareira, comida do melhor, enfim! . Sou uma felizarda, não me posso queixar. Até posso ir à missa presencial...

Apesar de gostar muito da minha casa e de estar em casa, prefiro o ar livre. Sempre fui assim. E agora que cheguei à beleza dos 60, ou seja, agora que cheguei à velhice, volto a acordar toda, contente de viver. Se tenho medo da morte? Sim, medo do sofrimento, sim. Mas Georges Bernanos, ao comentar a observação de alguém que dizia não ter medo de nada, atira-me as palavras: eu tenho medo  mas digo-o a Jesus! Et voilá. Releio o seu livro "Diário de um cura de aldeia". E aproveito para testemunhar o seguinte: este tempo de confinar deu-me para voltar a ler!!!!!!

Este período estranho, que já dura há um ano, foi tempo de voltar ao prazer de ler, não me limitando ao digital. E ponho em prática alguns truques, para me defender de mim mesma. Por exemplo, quando me vou deitar deixo tm e computador na sala, faço intervalvo e deixo-me mergulhar no quarto, apenas com uma almofada e um livro. Não há cá tentações...

Resolvi tomar a minha vida em mãos e só faço o que quero. Decidi fazer só o que me faz bem. Não há cá sentimentalismos! Há cabeça, cabeça, cabeça! E claro uma cabeça que bate ao som do coração. Uma cabeça generosa. E o ser decida, por incrivel que pareça, fez-me perder os quilos que tinha a mais. "Estás mais magra!", dizem-me, e é verdade.

E faço uma coisa de cada vez. E cada coisa como deve ser.  É que ter 60 tem vantagem sobre o ter 20 ou 40. Quem tem 20 não sabe o que é ter 60 (embora a gente, quando tem 20, pense que sabe tudo), mas quem tem 60 sabe o que é ter 20, e sabe o que é ter 40. As frescuras juvenis, e as ternuras dos que começam a amadurecer, são tomadas aos 60. Estes são assim uma espécie de rampa de lançamento para o futuro. Ou seja, entrar nos 60 é que é...

4 comentários

Comentar post