Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Católico

"Eu sou o caminho, a verdade e a vida" Jo 14,6

Católico

"Eu sou o caminho, a verdade e a vida" Jo 14,6

“Vai tudo ficar bem!”

Fátima Pinheiro, 27.05.20

dd.jpg

 

Com que autoridade me dizem que a pandemia vai passar e que “vai tudo ficar
bem” ? Para isso seria necessário que se estivesse num ponto acima da
História. Ou que, por não sei que arte mágica, alguém pudesse adivinhar o
futuro. Há quem viva à custa disso. Mas é mentira, ninguém sabe o dia de
amanhã. Trata-se apenas de uma grande fezada, procurando conquistar
eleitorados e desesperadamente fazer um esforço para relançar a economia.
Mas este voluntarismo é comparável a insistir em retirar água de um poço que
está seco.


Saber o que aí vem, é conhecimento de uma mente que domina todos os
factores em jogo, o que, desde que o homem se sabe homem, se atribui a
Deus.


Mais uma vez toco num tópico que não prescinde da questão de Deus. E talvez
até um daqueles tópicos que mais a exige. E mesmo aqui, importa clarificar o
que se entende por Deus. Um ser bom e omnipotente? Um génio Maligno?


Nada como recorrer às armas infalíveis do senso comum e do coração, que
rebentam pelas costuras de qualquer criança. Não apenas daquelas a quem
nada falta, mas também daquelas que indefesas, vitimas de todo o tipo de
violência, nos fazem parar a respiração.


Por muito negro que seja o quadro há sempre uma nesga de luz, uma abertura
para uma razão. Que excede a minha, mas razão. De onde vem essa
possibilidade que parece impossível, dadas as dimensões da tragédia? É
preciso perguntar: Deus existe ou Deus não existe? Como saber?

Primeiro ouvir bem quem diz que “sim” e quem diz que “não”. Depois, manter
permanente um olhar na História, o que por sua vez pressupõe a existência de
História, o que já há algum tempo não é tema pacífico.


Nestes dias em que se faz memória dos Actos dos Apóstolos, importa perceber
porque é que entre os deuses que adoravam, os gregos tinham um altar ao
Deus Desconhecido. Antes assim do que me andarem a empatar com o “vai
ficar tudo bem”. Tudo vai ficar bem, se tudo já estiver bem…


Atá amanhã, se Deus quiser.

2 comentários

Comentar post